Análise SWOT no e-commerce como ferramenta de planejamento

Análise SWOT no e-commerce como ferramenta de planejamento

Análise SWOT no E-commerce – Planejamento

A análise SWOT no e-commerce é uma das etapas mais importantes de um projeto de e-commerce, mas muita gente simplesmente ignora essa fase ou atribui a ela um valor bem menor do que deveria. A análise SWOT, sigla para Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats, tem como finalidade fazer uma análise ambiental, sendo a base da gestão e do planejamento estratégico.

Em um ambiente em constante mutação, a análise SWOT no e-commerce nos dá uma visão do que esperar em termos de ambiente negocial. Ela é feita a partir da análise dos seguintes fatores:

  • Pontos fortes do empreendimento – Strenghts
  • Pontos fracos e vulnerabilidades do e-commerce – Weaknesses
  • Oportunidades apresentadas – Opportunities
  • Ameaças que a loja virtual irá enfrentar – Threats

A análise destes fatores na etapa de planejamento de uma operação de e-commerce nos permite ter uma ampla visão do ambiente em que os processos atuais e futuros vão se desenrolar, e com isso, facilitam o posicionamento estratégico adequado. Em nosso curso de e-commerce online, nós disponibilizamos uma planilha exclusiva para esse tipo de análise para facilitar na hora de criação do projeto.

Primeiros passos da análise SWOT no e-commerce

O principal objetivo de uma Análise SWOT é, em um primeiro momento, identificar seus pontos fortes e seus pontos fracos. A segunda etapa consiste em identificar as oportunidades existentes no segmento e finalmente as ameaças ao seu negócio. Embora seja uma ferramenta clássica da etapa de planejamento e obrigatória em qualquer plano de negócio para e-commerce, ela deve ser  feita no mínimo uma vez por ano, em função da dinâmica do segmento dos negócios online.

Análise SWOT no e-commerce – Seus pontos fortes

A primeira etapa da análise SWOT no e-commerce é identificar seus pontos fortes. O que você faz melhor do que os outros concorrentes no seu segmento de atuação?  O que faz sua empresa única? Você oferece produtos de nicho que não estão disponíveis em outros lugares? Esses são alguns pontos que podem colocar seu e-commerce à frente dos outros concorrentes.

Pontos fracos em uma análise SWOT

Nessa etapa da análise SWOT você deve identificar os pontos fracos do seu projeto de e-commerce. Em que quesitos sua loja virtual não consegue superar seus concorrentes diretos? O que eles possuem que você não consegue superar? Uma análise da concorrência bem feita irá deixar claro em que área sua empresa apresenta dificuldades.

No comércio eletrônico isso pode acontecer na parte técnica, como a plataforma de e-commerce, por exemplo, ou também na parte negocial em si, como preços pouco competitivos e até mesmo problemas de logística.

As etapas de determinação de pontos fortes e pontos fracos é o que chamamos de ambiente interno da análise SWOT, ou seja, os fatores sobre os quais você tem controle e pode atuar diretamente.

Oportunidades para sua loja virtual

A segunda fase da análise SWOT no e-commerce é a análise dos fatores externos, ou seja, Oportunidades e Ameaças. Nessa etapa nos concentramos em dois questionamentos básicos:

  • De que forma as novas tecnologias podem ajudar na expansão dos seus negócios e na conquista de vantagens e diferenciais sobre seus concorrentes?
  • Quais são as suas vulnerabilidades e também as dos seus concorrentes?

Sob a luz dessas duas perguntas, podemos então desenvolver toda a análise dos fatores externos, sobre os quais, pelo menos em um primeiro momento, não temos controle.

Análises das oportunidades que surgem a cada dia

O e-commerce é uma das atividades mais dinâmicas do mundo. As novas tecnologias nos abrem oportunidades a cada lançamento. Esses avanços colocam o comércio eletrônico cada vez mais perto do comércio físico, levando para o ambiente online, algumas experiências que somente eram possíveis no mundo físico até bem pouco tempo. Melhorias nas tecnologias que envolvem os carrinhos de compras em lojas virtuais permitiram compras mais rápidas e um maior aproveitamento das oportunidades de compras por impulso, com mecanismos de Cross Selling, por exemplo, maximizando assim a rentabilidade das lojas virtuais.

No âmbito do atendimento no e-commerce, os sistemas de chat e outras tecnologias de comunicação em tempo real, tem possibilitado uma atuação cada vez mais pontual na eliminação de dúvidas e no atendimento pós venda do e-commerce, melhorando assim a experiência do usuário em nossa loja e com isso fidelizando-os.

Os sistemas de web análise têm nos dado informações cada vez mais valiosas para compreendermos o comportamento dos consumidores e visitantes da loja virtual, facilitando assim a tarefa de identificar seus anseios e dificuldades. Com isso, podemos aprimorar processos e rotinas visando a melhoria de desempenho, não só em termos financeiros e tecnológicos, como também em termos de relacionamento.

O grande desafio nessa área e se manter atualizado com o que acontece aqui e lá fora, de forma a viabilizar sua aplicação no menor tempo possível em seu e-commerce. Mas copiar não é a solução, pense em criar uma verdadeira Estratégia do Oceano Azul do E-commerce para criar um diferencial competitivo.

Ameaças que existem ou podem surgir

A velocidade dos negócios online tanto funciona no sentido da criação de oportunidades como também na criação de sérias ameaças que podem, em última instância, determinar até mesmo o encerramento das atividades de uma loja virtual.

No mundo físico, esses exemplos são muito comuns. A Blockbuster, por exemplo, ignorou a ameaça das mídias online e viu seu império ser tragado pelo avanço da tecnologia de aluguel de filmes online, como o oferecido pela Netflix. A indústria fonográfica então, cega pela arrogância e prepotência corporativa cultivada durante seus anos de glória, foi praticamente dizimada até se concientizar que deveria modificar seu modelo de negócio. Sua prima, a indústria do cinema, essa então se viu em um verdadeiro inferno diante da pirataria e dos sistemas P2P que quase a levaram à lona.

No mundo online, as ameaças tecnológicas e até mesmo regulamentares, podem afetar de forma violenta a evolução de um e-commerce. As barreiras de entrada no comércio eletrônico vêm sendo gradativamente eliminadas nos últimos anos através da redução dos custos de sistemas e facilidade de implementação de novas lojas virtuais. Essa é uma ameaça constante com a qual você precisa aprender a conviver.

Portanto, diante de ameaças que não param de surgir a cada momento, a única saída é exercer um monitoramento constante em relação a novas tecnologias e posicionamento estratégico dos seus concorrentes, para desenvolver o hábito de se reinventar a cada momento, mantendo assim seu e-commerce blindado contra essas possíveis ameaças. Atualização tecnológica e pessoal cada vez mais capacitado em marketing digital e outras áreas da operação, são essenciais para se manter vivo nesse mercado.

O mercado online é dinâmico e por isso precisamos estar fazendo uma autoanálise constante para não perder o ritmo. A Análise SWOT no E-commerce não deve se limitar à fase de planejamento do negócio, devendo ser refeita a cada ano para um posicionamento estratégico atualizado.